Produção industrial cai 4,8% em agosto em especial pelo agrupamento de Energia

Dados apresentados pelo Instituto Nacional de Estatística

2 de outubro de 2019
Produção industrial cai 4,8% em agosto
Em julho a variação havia sido de -2,4 pontos percentuais. Evolução foi influenciada em especial pelo agrupamento de Energia, sem o qual o índice agregado teve uma variação de -0,3%.
A produção industrial verificou, em agosto, uma variação homóloga de -4,8% [-2,4 pontos percentuais (p.p) em relação ao mês de julho], de acordo com os dados apresentados pelo Instituto Nacional de Estatística esta segunda-feira, 30 de setembro.

A evolução foi influenciada em especial pelo agrupamento de Energia, sem o qual o índice agregado teve uma variação de -0,3%. Este apresentou o contributo mais influente para a variação do índice agregado (-4,6 p.p.), derivado a uma taxa de variação de -22,2% (-11,4% em julho).

Já os Bens Intermédios e de Bens de Consumo tiveram também contributos negativos, de -0,8 p.p. e -0,4 p.p., respetivamente, verificados por variações homólogas de -2,4% e -1,2% (0,7% e -0,8% no mês anterior), respetivamente.

Apenas o setor dos Bens de Investimento, registou uma evolução positiva de 0,9 p.p., que passou de uma taxa de variação de -0,4%, no mês de julho, para os 6,2% em agosto.

Em termos de variação mensal a produção industrial registou uma variação mensal de -1,0% em agosto (4,6% em julho). O setor da Energia passou de uma variação mensal de 9,9%, em julho, para -12,0% em agosto, e contribuiu com -2,3 p.p. para a variação do índice total.

Já os Bens de Investimento tiveram um contributo positivo de 1,0 p.p., resultado de uma taxa de variação de 6,8% (1,4% em julho). Por sua vez, os Bens de Consumo registaram 0,2 p.p., originado por uma variação mensal de 0,7% (4,3% em julho).

Fonte: jornaleconomico.sapo.pt

Adicionar comentário