Desemprego está a cair há 6 meses consecutivos

Tendência decrescente pelo sexto mês consecutivo

20 de outubro de 2021
Inscritos no IEFP cai para valor mais baixo desde março de 2020
O desemprego continou em tendência decrescente pelo sexto mês consecutivo. De acordo com os dados do IEFP, estavam registados, em setembro, 359.148 desempregados.
No final de setembro ainda havia 359.148 desempregados inscritos nos centros de emprego do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). Segundo os dados divulgados, trata-se do valor mais baixo desde março de 2020 e representa a sexta queda mensal consecutiva. Face a agosto, o total de desempregados encolheu 2,5%, ou seja 9.256 inscritos, e, em termos homólogos, a queda foi de 12,4% (-51.026).

Para a diminuição do desemprego registado, face ao mês homólogo de 2020, na variação absoluta, “contribuiu o grupo dos que estão inscritos há menos de um ano”, explica o IEFP, que totalizaram menos 82.029 inscritos, e, em sentido inverso, constata-se um aumento no desemprego dos indivíduos que permanecem inscritos há um ano e mais, ou seja, 31.003.

Ao longo do mês de setembro, “inscreveram-se nos serviços de emprego de todo o país”, 48.966 desempregados, número inferior ao observado no mesmo mês de 2020, ou seja, -10,6%, mas superior em relação ao mês de agosto do mesmo ano, altura em que se inscreveram mais 34,4% desempregados.

“As ofertas de emprego recebidas ao longo deste mês totalizaram 14.415 em todo o país, número superior ao do mês homólogo de 2020”. Segundo o IEFP, foram mais 22,1% oportunidades laborais que surgiram, enquanto que no mês de agosto foram mais 30,5%.

De acordo com o IEFP, a região do Alentejo foi a única que contrariou a tendência de decréscimo do desemprego em setembro face a agosto e em termos sectoriais, o desemprego desceu “em praticamente todos os sectores”, sendo que a mais expressiva foi no sector do alojamento, restauração e similares (-6,2% em cadeia e -22,8% em termos homólogos).

Fonte: jornaleconomico.sapo.pt

Adicionar comentário