Empresas investiram 2.735 milhões de euros em inovação

Investimentos entre 2018 e 2020 estará relacionado com os impactos da pandemia

27 de setembro de 2022
Empresas investiram 2.735 milhões de euros em inovação
Foram registadas atividades de inovação em 48,0% das empresas, o que significa um crescimento em comparação com o triénio anterior. O crescimento estará relacionado com os impactos da pandemia, nomeadamente pelo facto de muitas empresas terem recorrido ao teletrabalho e consequente investimento em tecnologias.
A despesa total decorrente de atividades de inovação nas empresas foi de 2.735,8 milhões de euros no triénio de 2018 a 2020, o que significa um aumento de 137,2 milhões de euros (+5,8%) em comparação com o triénio anterior. Foram registadas atividades de inovação em 48,0% das empresas, um crescimento face ao registo de 32,4% no conjunto dos três anos antecedentes. A inovação de processo esteve na base de uma grande parte desta tendência, sendo observada em 42,7% das empresas (face a 28,0% no triénio predecessor).

De acordo com os dados do INE, a evolução do número de situações em que se verificou inovação de produto recuou para os 22,3%, (23,0% no triénio anterior).

Em 2020, 13,8% do volume de negócios das empresas resultou da introdução de produtos novos ou melhorados no mercado (+2,6 pontos percentuais do que em 2018), chegando aos 36,2 mil milhões de euros. Deste volume, 9,5% resulta da da introdução de produtos novos para a empresa e 4,3% da introdução de produtos novos no mercado (7,0% e 4,2% em 2018, respetivamente).

O crescimento da tendência de inovação estará relacionado com os impactos da pandemia, nomeadamente pelo facto de muitas empresas terem recorrido ao teletrabalho e consequente investimento em tecnologias que o viabilizassem, ao ajustamento dos canais de comunicação e, em geral, à adaptação de processos e procedimentos relacionados, para assegurar a continuidade do negócio.

Fonte: jornaleconomico.pt

Adicionar comentário